Encontre-nos nas redes sociais:

Instagram da IPGO

Use o sistema de busca.

IPGO (Instituto Paulista de Ginecologia, Obstetrícia e Medicina de Reprodução) – quem somos ser ou não ser fertil

Home » Sem categoria » IPGO (Instituto Paulista de Ginecologia, Obstetrícia e Medicina de Reprodução) – quem somos ser ou não ser fertil
Agende sua Consulta

Leia na hora certa - Use o leitor QR Code e armazene este assunto para ler diretamente em seu Smartphone

Voltar ao Índice

O Centro de Reprodução Humana do IPGO (Instituto Paulista de Ginecologia, Obstetrícia e Medicina Reprodutiva) vem, há muitos anos, trabalhando em prol do bem-estar da mulher. Em Reprodução Humana, acolhe com sucesso vários casais vindos de todo o Brasil e do exterior com problemas para engravidar.

Atuando na área de Infertilidade, desenvolve e aprimora técnicas de Reprodução Assistida, que envolvem novos tratamentos e exames para diagnósticos das causas que impedem a gravidez.

Ter todas as tecnologias de ponta utilizadas para o acompanhamento da saúde física é parte de uma das metas da clínica: a manutenção da integração corpo-mente. Por esse motivo, o IPGO dispõe de um corpo clínico multidisciplinar, com profissionais que avaliam e tratam a mulher sob todos os problemas ligados ao seu bem-estar: Ginecologia Geral, Obstetrícia, Clínica, Cardiologia, Mastologia, Fisioterapia, Reeducação Alimentar, sexualidade, apoio psicológico, tensão pré-menstrual (TPM), videolaparos copia e videohisteroscopia.

O IPGO entende que os cuidados com as mulheres não se restringem ao consultório. Por isso, além dos livros publicados com finalidade educativa e esclarecedora, faz da internet um importante canal de comunicação para aprofundar a relação médico-paciente, por meio da criação de vários sites:

www.ipgo.com.br: o Centro de Reprodução Humana do IPGO é considerado uma das clínicas mais conceituadas do Brasil, devido ao sucesso obtido nos tratamentos de infertilidade. O coordenador desse instituto, Dr. Arnaldo Schizzi Cambiaghi, além de ser um grande estudioso da reprodução humana, cuida da manutenção do equilíbrio do sistema reprodutor feminino, essencial para o bem-estar da mulher.

www.fertilidadedohomem.com.br: um site feito para os homens que pretendem construir uma família.

www.guiaendometriose.com.br: dedicado às mulheres que sofrem dessa doença e aos que estão próximos a elas, para esclarecer as principais dúvidas.

www.doadorasdeovulos.com.br: site dedicado às mulheres que precisam receber óvulos doados para conseguir a própria gestação. São mulheres que querem ter uma família, mas não tem óvulos capazes de serem fertilizados. Orienta, também, como é possível doar óvulos.

www.trigemeos.com.br: é um canal de informações para pessoas interessadas em aprender sobre trigêmeos, com espaço para troca de experiências entre os pais e esclarecimento de dúvidas.

www.vidaconcebida.com.br: um site informativo que apresenta como cada religião avalia os tratamentos de fertilização. Não é preciso estar envolvido em algum tratamento contra infertilidade para entender o quão envolvente e interessante pode ser conhecer a diversidade de opiniões entre os representantes religiosos e as leis das doutrinas que cada um representa: o proibido, o permitido e o interpretado.É um tema inédito sobre os tratamentos de Reprodução Humana, algo que só poderia ser escrito por um especialista com vontade e sensibilidade para entender o lado espiritual dos seus pacientes. À primeira vista, esse assunto pode parecer espinhoso, mas estimula instigantes discussões, seja o leitor religioso ou não.

www.fertilidadenatural.com.br: traz esclarecimentos sobre os tratamentos naturais e como eles podem melhorar a fertilidade do casal.

www.gravidafeliz.com.br: é um site direcionado às mulheres e aos homens “grávidos” que querem saber mais sobre esse período mágico da vida.

www.preservesuafertilidade.com.br: mostra como alguns comportamentos e hábitos de vida inadequados podem prejudicar a fertilidade das pessoas. Inclui uma importante seção sobre preservação da fertilidade em pacientes com câncer.

www.oncovidas.com.br: preservando a fertilidade de pacientes com câncer – é um site dedicado a todos os pacientes em idade reprodutiva (crianças, jovens e adultos) que serão, ou já foram tratados de câncer que colocam em risco a sua fertilidade e que desejam protege-la, para no futuro terem a sua família.

www.dietadafertilidade.com.br: guia alimentar para homens e mulheres que desejam preservar ou melhorar sua fertilidade.

www.menopausaprecoce.com.br: site dedicado às mulheres que precisam saber mais sobre a falência ovariana prematura.

www.semeandoavida.com.br / www.sementesdavida.com.br: o diagnóstico de câncer é considerado um dos mais sofridos na vida de uma pessoa.
Entretanto, se por um lado essa realidade causa pânico ao se pensar no futuro que vem pela frente, a posterior notícia de que os tratamentos para este mal estão cada vez mais eficazes pode trazer algum conforto. Uma
das mais importantes considerações a ser feita ao se determinar qual será o tipo de tratamento a que o paciente será submetido, principalmente para as crianças antes da puberdade, adolescentes e homens e mulheres jovens que não têm filhos, mas que ainda os desejam ter, é: qual será o prejuízo da fertilidade após a recuperação.

Em breve: www.cauihomem.com.br: site dedicado a infertilidade masculina.

NOSSA MISSÃO

Usar a arte da medicina, o conhecimento nas demais áreas da saúde e a mais moderna tecnologia em prol do bem-estar da mulher, valorizando no atendimento as relações entre médicos, equipe e paciente.
Enfatizar que o Universo Humano não se limita à esfera orgânica. A saúde perfeita envolve também aspectos emocionais e afetivos.

NOSSOS VALORES

Respeito, honestidade e transparência nas relações com os clientes e colegas da área de saúde. Valorizar, sem exceção, os princípios éticos que regem a medicina. Acreditar que a excelência dos resultados depende não só do nosso trabalho, mas também da fé, da credibilidade e da vontade do cliente em ser tratado.

NOSSA VISÃO

Atingir o máximo de sucesso nos procedimentos médicos realizados, utilizando o que há de melhor e mais atual na ciência, sem esquecer a ética e a humanização dos tratamentos.

Comments

comments