Encontre-nos nas redes sociais:

Instagram da IPGO
Zika Vírus
Espaço Criança
11 Razões para o médico confiar seus pacientes ao IPGO

Use o sistema de busca.

“O sucesso do tratamento de fertilização assistida não se restringe ao teste de gravidez positivo. Muito mais que isso, é a garantia de que a mãe e o bebê permanecerão saudáveis desde o início dos procedimentos até o nascimento da criança. Afinal, de nada adianta alcançar rapidamente a gravidez única, gemelar ou até mesmo tripla, se o tratamento e a gravidez provocarem complicações que levem ao comprometimento da saúde do bebê e da mãe durante o tratamento a que estiver sendo submetida”
Dr. Arnaldo Schizzi Cambiaghi

Novo tratamento em fertilização substitui injeções por comprimidos via oral

6 de agosto de 2015
Home » Destaques » Novo tratamento em fertilização substitui injeções por comprimidos via oral

Leia na hora certa - Use o leitor QR Code e armazene este assunto para ler diretamente em seu Smartphone

 
Contato: saude@ipgo.com.br
Tel. (11) 3885-4333
 

Um novo esquema de estimulação ovariana idealizado por médicos chineses promete tornar os tratamentos de fertilização in vitro mais simples, menos desconfortáveis e mais baratos.

Não há dúvida que uma das preocupações mais comuns, responsável pelo estresse das pacientes frente aos tratamentos de Reprodução Assistida, é a complexidade dos medicamentos, principalmente os injetáveis, pela disciplina imposta nos horários pré-determinados, que devem ser respeitados, além do desconforto da dor, o custo destes medicamentos e o medo de nada dar certo (FIG – 1).

Figura 1 texto

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

FIG- 1- Verberg, Eijkemans, Heijnen, Broekmans, Klerk, Fauser and Macklon, Why do couples drop-out from IVF treatment? A prospective cohort study Human Reproduction Vol.23, No.9 pp. 2050–2055, 2008 doi:10.1093/

Neste novo protocolo idealizado pelo chinês Yanping Kuang, do Ninth People’s Hospital, afiliado à Universidade de Xangai, parte da medicação injetável utilizada diariamente por 5 dias foi trocada por um comprimido por dia por cerca de 10 dias. Normalmente utilizamos de rotina estas 5 injeções do antagonista do GnRh para impedir a ovulação antecipada pois inibe o pico do hormônio LH, responsável por desencadear o processo ovulatório, o que causaria o cancelamento do tratamento naquele mês. Essas injeções têm um custo total ao redor de 1.000,00 reais. Neste protocolo, essas injeções são trocadas por um comprimido simples chamado Medroxiprogesterona, que é tomado via oral (pela boca) por cerca de 10 dias. Este medicamento pode ser comprado em qualquer farmácia com custo máximo de 20,00 reais. Com isso, temos menos estresse e desconforto para a paciente, com um custo menor (FIG – 2).

Neste estudo o tratamento foi realizado em mais de 300 mulheres, incluindo pacientes com ovários normais, com ovários policísticos e com baixa reserva ovariana. Os resultados foram todos semelhantes ao tratamento convencional.
A grande vantagem deste protocolo é dar mais oportunidade a pacientes que tem restrições financeiras e aquelas que sofrem com as picadas das injeções diárias. Isso torna a fertilização In vitro viável a um maior numero de casais.

FIG. 2

figura 2 texto

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Comments

comments