Encontre-nos nas redes sociais:

Instagram da IPGO

Use o sistema de busca.

Trigêmeas!

Home » Históricos Emocionantes » Trigêmeas!
Agende sua Consulta

Leia na hora certa - Use o leitor QR Code e armazene este assunto para ler diretamente em seu Smartphone

Escrito em 30/05/2011

Olá, eu sempre desejei ser mãe. Casei-me com 18 anos, após 7 anos de namoro, mais infelizmente ele não queria filhos e após 2 anos nos divorciamos.
Após alguns anos de relacionamentos frustrados conheci meu marido, divorciado, 2 filhos e vasectomizado. Fiquei desesperada, como eu teria os meus bebes? Mais ele me tranquilizou e disse que isso não seria problema.
Mais eu queria ter filhos pra ontem, e ele queria consolidar o relacionamento, o tempo passava e os problemas surgiam, pois não se falava no assunto (lógico que eu sempre dava um jeito de tocar no assunto mais…) e eu me sentia frustrada e enciumada com o relacionamento dele com os filhos.
Mas o ditado é verdadeiro e nada como o tempo …Após 11 anos iniciamos nossa busca com a Dra.F, logo na primeira FIV com transferência de 1 embrião engravidei, era inacreditável a sensação de estar grávida, uma alegria indescritível, mais após 8 semanas descobri que tinha perdido.
Esperamos dois meses e iniciamos o 2º, 3º, 4º tratamento sem resposta, precisava desistir mais sempre contava com que meu marido não desistisse, e ele não desistiu. Uma amiga e ex-paciente me indicou o Dr. Arnaldo, após a primeira consulta sentimos a segurança que faltava para continuar em frente, após a segunda com seu jeitinho carinhoso, engraçado e incisivo ele nos conquistou totalmente. Depositamos nesse médico nossas últimas esperanças, 2 tentativas com meus óvulos, mais infelizmente NEGATIVO, e depois de muita conversa aceitei a doação de óvulos, hoje é o quarto dia após o resultado POSITIVO ainda não consigo acreditar que estou grávida, ontem fiz meu marido comprar um teste de farmácia e POSITIVO novamente, mais espero ansiosa para ouvir as batidas do coraçãozinho.
Não vou negar, ainda me sinto insegura, tenho medo da criança não ter nada de mim, meu marido, o Dr. e a Mariana (assistente do Dr.) dizem que é bobagem mas…
Quando eu estiver barriguda, ou quando os meus bebes nascerem, pois tudo indica que são dois, volto para dar o meu depoimento final, por enquanto só posso dizer que estou infinitamente feliz com a possibilidade de ser mãe, e que o meu marido é o melhor do mundo pois ele suportou todas as minhas angústias e frustrações e outras coisinhas mais, e nunca desistiu de mim e do nosso sonho…

HOJE 26/11/2011

Lembra que eu achava que eram dois, pois bem são 3 meninas. Aqui estou eu com 29 semanas e 3 dias sentada com as pernas para cima, totalmente barriguda, inchada, sem conseguir dormir, comer, respirar, andar…aguardando a chegada das 32 ou 33 semanas ou quanto eu puder suportar. Enquanto digito sinto minha barriga pular, parece que minhas meninas sabem que conto um pouquinho de nossa história, é incrível estão com 38 cm e 1,300kg em média cada e ainda conseguem se mover como se brincassem em minha barriga.

Bem continuo infinitamente feliz, mais sei que ainda não terminou aguardo ansiosa o parto para conhecer os rostinhos e saber se realmente está tudo bem com minhas bbs.
Fico pensando, como agradecer a um médico e sua equipe o que estou vivendo e realizando, não existe palavra que expresse esse sentimento, a não ser desejar a essas pessoas os mesmos desejos que temos por nós mesmos, e a eterna gratidão de terem se dedicado a essa profissão, acreditando incansavelmente que através de pesquisas e muita ciência é possível realizar a cada dia com mais perfeição os sonhos de mulheres como eu.

Bjs Izilda e Ricardo

Comments

comments